Home Loteria Tecnologia da CAIXA vai renovar todo o equipamento lotérico a partir de 2020
< Voltar

Tecnologia da CAIXA vai renovar todo o equipamento lotérico a partir de 2020

18/11/2019

Compartilhe

Salituro: “Quando cheguei, logo vi que os equipamentos de TFL estavam obsoletos”

Em sua apresentação no Nação CAIXA Loterias, que se encerra nesta quarta-feira (13), o vice-presidente de Tecnologia e Digital, Cláudio Salituro, tratou da principal demanda dos empresários lotéricos, que é a necessidade de modernização dos equipamentos TFL (terminal financeiro lotérico), impressoras e pinpads (dispositivo para entrada de senha).
“Quando cheguei, logo vi que os equipamentos de TFL estavam obsoletos, com seis, nove anos de uso. São mais de 48 mil TFL, 13 mil lotéricos e 70 mil pessoas envolvidas e trabalhando. De imediato entendi que só a manutenção não resolveria o problema. A manutenção na verdade só estava adiando o inevitável. A renovação dos equipamentos se faz necessária!”, pontuou o vice-presidente de Tecnologia e Digital.
Salituro explicou que a licitação em andamento traz a revisão detalhada de especificação técnica dos equipamentos, valorizada com a participação dos lotéricos, que tiveram a oportunidade de serem ouvidos a respeito de suas necessidades diárias. “Podemos agregar valor com tecnologia e novidade, mas, só vamos construir valor se o lotérico participar dessa evolução junto com a CAIXA”, definiu.
O vice-presidente anunciou a previsão da entrega dos primeiros 10 mil novos TFL na nova especificação no final de fevereiro, e outros 31 mil para março. Enquanto isso, fica garantida a manutenção de uma forma mais célere, com apoio, por exemplo, na reposição de peças adquiridas de novos fornecedores, e não de apenas um grande fornecedor, como antes.
“Está na hora de realizar aqui um trabalho verdadeiro, genuíno, pra atender o lotérico que é o principal braço da CAIXA. Sem os lotéricos, a CAIXA não consegue atender a quantidade de serviços e clientes de todo o país. Precisamos criar um processo novo e que seja perene, para que nunca mais se chegue a essa situação. Caso contrário, tudo o que está sendo feito hoje não vai fazer sentido algum. O presidente e os vice-presidentes estão focados para resolver esse assunto em definitivo”, finalizou. (
CAIXA Notícias)