Home Cassino Singapura compete com Macau para ser o maior destino de jogo do mundo
< Voltar

Singapura compete com Macau para ser o maior destino de jogo do mundo

13/05/2012

Compartilhe

A Agência Lusa de Portugal informa que Singapura está pronta para ser, ainda este ano, o segundo maior destino de jogo do mundo, ficando atrás apenas de Macau, conforme informou o canal televisivo Channel NewsAsia.

Em 2011, analistas fizeram a mesma previsão, porém, os lucros gerados pelos dois ‘resorts’ integrados da cidade-Estado ficaram aquém das expectativas, segundo a mesma fonte, citada pela agência noticiosa chinesa Xinhua.

Os analistas demonstram estar confiantes que depois dos fortes resultados do Marina Bay Sands, as receitas brutas dos dois ‘resorts’ integrados possam ultrapassar as arrecadações de Las Vegas.

O Marina Bay Sands, do magnata norte-americano Sheldon Adelson, obteve receitas brutas superiores a 2 bilhões de dólares norte-americanos (1,5 bilhões de euros) em 2011.

Já o seu rival, Resorts World Sentosa, da malaia Genting, gerou, no ano passado, receitas brutas de quase 2,6 bilhões de dólares norte-americanos (1,9 bilhões de euros).

Analistas afirmaram que as receitas brutas combinadas dos dois cassinos de Singapura são de cerca de 5,7 bilhões de dólares norte-americanos (4,3 bilhões de euros), um valor tímido ainda face às receitas brutas globais de 6,1 bilhões de dólares (4,6 bilhões de euros) arrecadados pelos mais de 20 cassinos que formam a strip de Las Vegas.

Face aos fortes resultados do Marina Bay Sands no primeiro trimestre do ano, os analistas estão confiantes de que a indústria do jogo em Singapura irá ultrapassar a de Las Vegas ainda este ano.

Macau assume-se com a capital mundial do jogo, a principal fonte de receitas da administração local, tendo o setor, que além dos cassinos inclui ainda as loterias e outros jogos de aposta, encerrado 2011 com um recorde de 269 bilhões de patacas (25,5 bilhões de euros ao câmbio atual) de receitas brutas, mais 41,92% do que o valor apurado em 2010. (Agência Lusa/SOL)