Home Destaque SECAP autoriza modificações na Lotofácil
< Voltar

,

SECAP autoriza modificações na Lotofácil

24/06/2020

Compartilhe

Estudo apresentado pela Caixa revela que a introdução das novas duas novas faixas na Lotofácil haverá ampliação das possibilidades de Bolões com 19 e 20 apostas

Portaria da Secretaria de Avaliação de Políticas Públicas, Planejamento, Energia e Loteria – SECAP-ME, assinada pelo subsecretário de Prêmios e Sorteios, Waldir Eustáquio Jr. e publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (24) oficializa as mudanças na Lotofácil.

A principal modificação da modalidade foi introdução de sorteios diários de segunda a sábado, além da ampliação da quantidade de apostas múltiplas de 19 e 20 números e a introdução dos concursos com ‘Final Zero’.

A portaria alerta que a data de realização do primeiro sorteio da Lotofácil já sob a vigência do regulamento será definida pela Caixa Econômica Federal de modo a permitir desenvolvimento de campanha publicitária institucional para divulgar a nova sistemática de exploração da Lotofácil e um período mínimo para adoção de procedimentos operacionais de ajuste nos sistemas informatizados utilizados na exploração de loterias e, também, para impressão de novos volantes e sua respectiva distribuição, pelos pontos de captação de apostas, para colocação à disposição do apostador.

Novas faixas

Com a introdução das apostas múltiplas para 19 e 20 números os valores serão de R$ 9.690,00 e R$ 38.760,00, respectivamente. Haverá também ampliação da probabilidade de ganhos com 19 dezenas será de 843:1 e com 20 dezenas será de 211:1. Com 15 dezenas esta relação é de 3.268.760:1.

Um dos benefícios esperados com as modificações é a maior quantidade de apostas premiadas em caso de acertos de 11 ou mais números, o crescimento do reintegro com prêmios fixos (R$ 25, R$ 10, e R$ 5,) e maior quantidade de prêmios pagos nas Unidades Lotéricas, com aumento do potencial de novos negócios.

Crescimento dos bolões

Estudo apresentado pela Caixa revela que com a introdução das novas duas novas faixas haverá ampliação das possibilidades de Bolões com 19 e 20 apostas, aumento na tarifa de Bolão em até R$ 3.391,50 para aposta de 19 números e R$ 13.566,00 para aposta de 20 números. Além disso, a introdução de maior valor dos prêmios ofertados, com impacto positivo na arrecadação e comissão dos lotéricos e expectativa de incremento de 25,6% na arrecadação total com tarifas bolão lotérico especialmente, concurso final zero e Lotofácil da Independência.

Lotofácil Final Zero

A solução encontrada para implantação concurso “final zero” será um ajuste de 3% na primeira faixa e 7% na segunda faixa de prêmios, direcionando 10% para o prêmio principal do concurso final zero. Com isto, a Caixa deseja manter atratividade do prêmio principal e ajustar a segunda faixa para que as premiações fiquem abaixo da faixa de isenção do Imposto de Renda (R$ 1.903,98) e possam ser pagas nas lotéricas.

Para formação de reserva de recursos para compor a premiação do sorteio diferenciado de Final Zero de 10% foram reformados os percentuais das faixas de 14 e 14 acertos. Anteriormente, 65% do prêmio era dividido entre os acertadores de 15 números e agora será de 62%. Já a premiação para os acertadores de 14 números passa de 20% para 13%.

Não houve alteração na retenção de 15% para a formação de reserva para compor a premiação para o sorteio especial da Lotofácil da Independência.

Análise de impactos

Estudo apresentado pela vice-presidência de Agente Operador da Caixa Econômica Federal para a SECAP-ME e rede lotérica registra que existem riscos na implantação de concursos diários da Lotofácil e a manutenção dos concursos diários da Quina: a canibalização da Quina e da Mega-Sena.

O estudo também revelou que para a rede lotérica os principais ganhos serão mais um produto com apostas diárias, gerando maior fluxo de recursos e pessoas nas lotéricas e o incremento dos concursos “final zero” potencializado pelo concurso diário.