Home Loteria Prefeito de São Pedro da Cipa (MT) gastou R$ 99 em bolão e levou prêmio da Mega-Sena
< Voltar

Prefeito de São Pedro da Cipa (MT) gastou R$ 99 em bolão e levou prêmio da Mega-Sena

27/04/2017

Compartilhe

O prefeito de São Pedro da Cipa, Alexandre Russi (PR), de 36 anos, estava a caminho de Rondonópolis para jantar com um amigo quando o telefone tocou. Era a dona da casa lotérica de Jaciara, município vizinho, onde ele tinha comprado a cota de um bolão do concurso 1914 da Mega-Sena, sorteado na noite desta quarta-feira (26). O bilhete havia acertado as seis dezenas de um dos maiores prêmios da história: R$ 101 milhões.
"Foi a primeira que vez que joguei na Mega-Sena. A dona da lotérica é minha amiga, me ofereceu e eu comprei. Paguei R$ 99,20", contou o prefeito, contando com prazer os centavos bem empregados.
O investimento renderá a ele cerca de R$ 4 milhões – a bolada será dividida com mais 19 pessoas e haverá desconto de Imposto de Renda. Nada mau para quem tem um patrimônio de pouco mais de R$ 392 mil, valor declarado à Justiça Eleitoral em 2016, quando foi reeleito: um aumento de patrimônio de nove vezes.
"Nossa, é uma novidade muito boa. É o sexto maior prêmio que a Mega já pagou", anunciou. O prefeito tem postos de gasolina e é irmão de Max Russi, secretário estadual de Cidades e ex-deputado.
O LIVRE falou com Alexandre pouco tempo depois da notícia. Na entrevista, soltou um "meu Deus do céu" e disse que não esperava levar o maior prêmio. "Eu não acreditava muito em Mega-Sena. Pensava: ‘esses prêmios só saem para São Paulo e Rio de Janeiro. Imagina que vão sair para Jaciara’", disse.
Se o fato de levar o prêmio acabou com a lenda que rondava seu próprio imaginário, o prefeito-milionário-da-Mega-Sena agora vai alimentar teorias da conspiração. Afinal, quem nunca ouviu dizer que a loteria mais popular do Brasil é manipulada? Russi já sabe o que o aguarda. "Um amigo meu que é ex-vereador e outras pessoas que não têm tantas condições financeiras também participaram do bolão e ganharam", justificou.
Questionado sobre como vai gastar o dinheiro, o prefeito despista. Diz apenas que a bolada – equivalente a mais de 25% do orçamento da cidade que administra – vai ajudar a pagar "um pouco das contas". (Olivre.com.br – Maria Angélica Oliveira – Cuiabá – MT)