Home Cassino Pansy Ho anuncia reestruturação administrativa da MGM China após saída de Grant Bowie
< Voltar

Pansy Ho anuncia reestruturação administrativa da MGM China após saída de Grant Bowie

03/06/2020

Compartilhe

De acordo com a informação veiculada na nota interna da MGM China, Pansy Ho anunciou que o diretor financeiro e presidente de hospitalidade, Hubert Wang, irá exercer o cargo de presidente e diretor de operações

A vice-presidente e diretora executiva da MGM China fez três alterações na estrutura administrativa da empresa, na sequência da saída de Grant Bowie, não tendo nomeado ninguém para o cargo de diretor executivo. Hubert Wang, Kenneth Feng e António Menano passam a ter responsabilidades aumentadas, numa lógica de “continuidade de gestão” e de “estabilidade junto dos mercados”, quando faltam dois anos para a renovação dos contratos de concessão.

A saída de Grant Bowie do cargo de diretor executivo da MGM China levou Pansy Ho a uma reestruturação administrativa na operadora de jogo, com a nomeação de Hubert Wang, Kenneth Feng e António Menano para novos cargos de responsabilidade dentro da empresa. A co-presidente e diretora executiva da MGM China anunciou as alterações aos trabalhadores da empresa numa nota interna, onde começou por agradecer o “trabalho árduo e dedicação” de Grant Bowie ao longo de 12 anos, informou ontem a Macau News Agency.

“Gostaria de agradecer-lhe por todos estes anos de trabalho árduo e dedicação ao MGM China Group. Sentiremos muito a sua falta e faço um apelo a todos para que lhe desejem votos de uma boa aposentadoria”, disse Pansy Ho na mesma nota. O antigo diretor executivo renunciou ao cargo no mês passado, mas irá continuar a trabalhar na MGM China como conselheiro até 31 de Dezembro de 2022. Uma fonte próxima da MGM China confirmou ao PONTO FINAL as alterações administrativas levadas a cabo por Pansy Ho, e garantiu que Grant Bowie “não foi forçado” para sair. “O Grant Bowie decidiu sair, não foi empurrado, mas ele também percebeu que se calhar era altura de sair”, revelou a mesma fonte da empresa, que não quis ser identificada.

De acordo com a informação veiculada na nota interna da MGM China, Pansy Ho anunciou que o diretor financeiro e presidente de hospitalidade, Hubert Wang, irá exercer o cargo de presidente e diretor de operações, “de forma a supervisionar a área de desenvolvimento de negócios, as operações dos cassinos, a hospitalidade, segurança e as divisões de soluções tecnológicas e digitais”.

Por outro lado, Kenneth Feng, presidente da direção de estratégia, vai assumir o papel de presidente, estrategista e diretor financeiro, para “supervisionar a área das finanças, recursos humanos, marketing de marca, auditoria interna, assim como a área do design e as divisões de desenvolvimento e operações de propriedade”. Já o português António Menano vai conciliar o cargo de vice-presidente sénior para a Assessoria Jurídica, com a responsabilidade de supervisionar “as divisões de vigilância e sistemas de segurança”.

“Hubert, Kenneth e António vão se reportar diretamente a mim enquanto co-presidente e diretora executiva da MGM. Irei passar mais tempo aqui para acompanhar de perto todo o trabalho deles e o de vcs no dia-a-dia. Temos de nos esforçar para continuar a fazer do MGM China o líder do setor do jogo em Macau e um ótimo lugar para trabalhar”, afirmou Pansy Ho, na nota interna dirigida aos trabalhadores da operadora, de acordo com o mesmo portal.

Sobre a reestruturação administrativa e a saída de Grant Bowie, a fonte do MGM China contactada pelo PONTO FINAL, assinalou que Pansy Ho está preparando a renegociação dos contratos de concessão com o Governo, ao mesmo tempo que dá um sinal de estabilidade aos mercados. “O Grant Bowie era o CEO, a Pansy sempre foi a administradora delegada. De alguma forma, todas as questões de relacionamento com o Governo sempre estiveram no portfólio da Pansy”, afirmou a fonte do MGM, acrescentando que as alterações não vão afetar a gestão da empresa. “Aquilo que acontece na MGM China não é nada de novo, é apenas a gestão que se mantêm. Dá-se, basicamente, uma continuidade da gestão”, frisou.

“Agora aproxima-se a renovação da concessão. O que tem lógica é, por um lado assegurar a continuidade, porque os mercados querem isso, os mercados não querem que haja grandes sobressaltos, os mercados querem estabilidade e, portanto, a intenção da companhia é ter alguma estabilidade e buscar alguém que tem contatos com a China”, indicou a mesma fonte, assinalando que a estratégia de quase todas as operadoras de jogo nesta fase é colocar no topo pessoas com bons contatos na China.

“Quem são os números 1 de todas as companhias em Macau? Venetian? Wilfred Wong. Galaxy? Lui Woo. Melco? Lawrence Ho. Com a exceção da Wynn, neste momento, todas as pessoas estão colocando pessoas locais nos lugares de destaque, ou que pelo menos sejam chineses”, informou a fonte da MGM China. (Ponto Final – Eduardo Santiago – Macau – China)