Home Loteria Mulheres brigam por bilhete de loteria perdido nos EUA.
< Voltar

Mulheres brigam por bilhete de loteria perdido nos EUA.

07/01/2004

Compartilhe

Duas mulheres em Ohio disputam um prêmio da loteria de US$ 162 milhões (cerca de quase R$ 500 milhões), após uma delas ter dito que perdeu o bilhete.Elecia Battle pediu ajuda após dizer que havia deixado o bilhete premiado cair em um estacionamento coberto de neve.Mas foi Rebecca Jemison quem apareceu nos escritórios da loteria de Ohio com o bilhete em punho, clamando o dinheiro.Executivos da loteria disseram acreditar que Battle seria a vencedora de fato, mas seu advogado indicou que ela ainda pode tentar reaver a quantia.
”Sorte não!”
Jemison, telefonista de hospital, disse que checou o bilhete ”umas cinco ou seis vezes” para se certificar que havia tirado a combinação certa.Ela disse ter ficado brava com a alegação de Elecia de que havia comprado e perdido o bilhete e por isso decidiu clamar o prêmio na hora.”Quero deixar uma coisa clara: sorte não tem nada a ver com isso. Foi uma verdadeira bênção”, disse Jemison, que alegou vir jogando os mesmos números há anos.
Abalada
Dias antes, Battle registrou um boletim de ocorrência policial dizendo ter o bilhete vencedor, mas acreditava tê-lo perdido quando apoiou sua bolsa no estacionamento coberto de neve, em frente de uma loja de conveniência.O boletim foi registrado dois dias após a loja ter sido identificada como o local que vendeu o bilhete.”Rezo para que alguém ache o bilhete, traga para mim e seja recompensado. E todos possam viver felizes para sempre”, declarou Battle.A polícia disse que ela parecia realmente abalada quando registrou a queixa.
Sem comentários
Eles disseram que Battle conhecia os números vencedores, que tinham a ver com os aniversários e idades dos familiares dela.Muitos passaram a noite procurando o bilhete na neve.O advogado de Battle disse que ela iria tentar reaver o bilhete se ele fosse encontrado, alegando se tratar de propriedade perdida. Ele, no entanto, não fez mais comentários desde que o bilhete de Jemison foi aceito. BBC – Brasil