Home Bingo Lula defende criação de lei de incentivo ao esporte brasileiro.
< Voltar

Lula defende criação de lei de incentivo ao esporte brasileiro.

26/08/2003

Compartilhe

BRASÍLIA. Ao homenagear ontem os 485 atletas brasileiros que participaram do Pan-Americano de Santo Domingo com a concessão da insígnia da Cruz do Mérito Desportivo, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou a disposição do governo brasileiro de criar uma lei de incentivo ao esporte. A exemplo da loteria cultural, que está sendo lançada em parceria pelo Ministério da Cultura e pela Caixa Econômica Federal, Lula disse que a idéia poderia ajudar também o esporte olímpico.
— Se for necessário, a gente cria uma lei que garanta incentivo para a prática de esporte, e nós vamos ter que criar — garantiu Lula, depois de ouvir um apelo do tenista Fernando Meligeni por mais incentivos ao esporte.
Agnelo e Nuzman divergem sobre papel dos bingos
Lula salientou que o Estado tem limites para investir e conclamou o empresariado nacional a adotar atletas brasileiros:
— Desafio, não apenas as empresas públicas, mas as empresas privadas a adotarem atletas, patrocinarem e criarem as condições para que eles possam praticar esporte. Porque no Brasil as pessoas pensam que tudo depende do Estado, mas o Estado também tem limites.
Para o presidente, só através de uma grande política de educação, cultural e de esporte é que o Brasil conseguirá evitar que jovens caiam na criminalidade. Lula lamentou que as escolas brasileiras não tenham sido construídas levando em conta a necessidade da prática de esportes:
— Muitas são verdadeiros castelos de cimento armado em que não tem uma pista em volta, uma quadra ou uma piscina. Pobres, então, que moram nas periferias deste país, se vêem o Xuxa ou o Gustavo Borges nadando e quiserem nadar ou vão para uma lagoa, correndo risco de vida, ou vão ficar vendo televisão.
Chamado de presidente pé-quente pelo presidente do Comitê Olímpico Brasileiro, Carlos Arthur Nuzman, Lula recebeu uma medalha de ouro, assim como a primeira-dama Marisa Letícia, em agradecimento ao apoio aos atletas. Nuzman diverge do ministro do Esporte, Agnelo Queiroz, sobre uma das propostas de financiamento do esporte: o bingo. Nuzman é contra, mas Agnelo defende o bingo como fonte alternativa.
O Globo – Adriana Vasconcelos e Evandro Éboli