Home Apostas Jogos online em Portugal arrecadam mais de 640 milhões de euros no 3º trimestre
< Voltar

,

Jogos online em Portugal arrecadam mais de 640 milhões de euros no 3º trimestre

26/12/2018

Compartilhe

 

O relatório foi publicado pelo Serviço de Regulação e Inspecção de Jogos (SRIJ) e mostra que o volume de apostas em Portugal, no terceiro trimestre, cresceu 51,3% face ao mesmo período de 2017

Com oito entidades registradas e 12 licenças, o jogo online continua crescendo em Portugal e o valor das apostas aumentou mais de 50% no terceiro trimestre, com grande domínio das apostas em jogos de fortuna e azar. Os dados traçam também o perfil do apostador tipo.

O relatório foi publicado pelo Serviço de Regulação e Inspecção de Jogos (SRIJ) e mostra que o volume de apostas em Portugal, no terceiro trimestre, cresceu 51,3% face ao mesmo período de 2017, somando um total de 642,5 milhões de euros. Em 2017, no terceiro trimestre, tinham sido registradas apostas no valor de 424,6 milhões de euros.

A atividade de jogos online em Portugal foi legalizada em 2016 e à data do relatório estavam autorizadas a exercer atividade de exploração de jogos e apostas online no país apenas 8 entidades, detentoras de 13 licenças, sendo seis para exploração de apostas desportivas à cota e sete para exploração de jogos de fortuna ou azar, mas em outubro foi emitida mais uma licença.

Mesmo assim, a atividade ilegal continua a ser uma preocupação e o SRIJ reporta ter notificado 319 operadores ilegais até ao final do mês de setembro, 17 durante este terceiro trimestre, tendo notificado os ISPs para bloqueio de 215 sítios na internet de operadores ilegais e feito 12 participações junto do Ministério Público para efeitos de instauração de processos-crime.

Futebol domina apostas por cotas

O volume das apostas em jogos de fortuna e azar, normalmente em casinos online e jogos de cartas, tem um domínio avassalador, com 552,6 milhões de euros dos 640 milhões apostados no terceiro trimestre de 2018, tendo crescido 60%. São mais 200 milhões do que os registrados no mesmo período de 2017.

Nas apostas por cotas, em que o apostador joga contra a entidade exploradora, organizadora da aposta, com base num valor igual ou superior a 1,00 (cota) como acontece no Placard, o Futebol continua a ser a modalidade desportiva onde se registra o maior volume, representando 78,5% do total de apostas desportivas efetuadas.

O Tênis surge como segunda modalidade de apostas, neste período, registrou um volume de apostas significativo, representando 16,8% do total das apostas desportivas.

Perfil tipo do apostador

Homem, com idade entre os 25 e 44 anos, residente no litoral.

Entre junho e setembro foram registados 83,37 mil novos jogadores, um valor próximo do que tinha sido apurado em 2017, mas a SRIJ nunca refere no relatório o número total de jogadores.

Os dados ajudam, porém a traçar um perfil tipo do jogador online em Portugal. 62,3% dos jogadores tem idade entre os 25 e os 44 anos, sendo que há ainda um predomínio dos 25 aos 34 anos, com 39% do total de apostadores. Entre os 18 e os 24 anos estão 25,3% do total de jogadores em Portugal.

Geograficamente a maior concentração acontece no litoral, om mais de metade dos jogadores registrados a residirem nos distritos do Porto, de Lisboa e de Braga (21,8%, 19,7% e 9,5%, respectivamente). (Sapo.PT)

Confira:

Relatorio do Jogo Online em Portugal – 3o Trimestre de 2018