Home Bingo “Isso é de um autoritarismo fantástico”
< Voltar

“Isso é de um autoritarismo fantástico”

30/03/2004

Compartilhe

Na entrevista da revista Época dessa semana, o economista e filósofo Eduardo Giannetti, autor do best-seller Felicidade, comenta e critica o Governo Federal sobre o fechamento dos bingos através de Medida Provisória.ÉPOCA – Dê algum exemplo concreto de norma que beneficia a ética na política.
Giannetti –
O Banco Central independente. Com isso, o BC não fica sujeito à dinâmica dos interesses partidários e de um mandatário. Outro exemplo: questões em relação à legalidade de certas atividades econômicas, como o jogo. Elas deveriam estar normatizadas em lei, para não ficar ao sabor de contingências de política do varejo. Achei grave o modo como o governo agiu em relação aos bingos. Houve um enorme autoritarismo na medida provisória que decretou a proibição do jogo. Se é uma atividade legal, e empresários investiram capital aí, não se pode com uma canetada dizer que essa atividade agora está proibida. Isso é de um autoritarismo fantástico. Não estou defendendo o jogo, mas não dá para mudar as regras do jogo do sistema econômico de maneira tão arbitrária, ao sabor de um capricho para tentar conter uma crise. É eticamente errado. Fonte: Revista Época – Ana Magdalena Horta