Home Lotérica Caixa Econômica Federal tira os correspondentes bancários do ar
< Voltar

Caixa Econômica Federal tira os correspondentes bancários do ar

13/04/2015

Compartilhe

A Caixa Econômica Federal tirou do ar os correspondentes bancários da instituição, denominados Caixa Aqui, desde o último dia 6 de março.

A medida foi adotada em âmbito nacional e, segundo a Caixa, decorreu da ameaça de invasão do sistema de processamento de dados por hackers. Estranhamento, contudo, manteve conectados os Correspondentes em localidades onde não existe agência do banco ou lotéricas.

Nessa sexta (10) pela manhã, após videoconferência entre a Matriz e gerências regionais, em que foi debatida a questão da “suspensão temporária das arrecadações” através dos Correspondentes, a instituição anunciou a retomada do link para o próximo dia 14, terça-feira.

Ao mesmo tempo emitiu convocação condicionando o restabelecimento do sistema à assinatura de um ofício pelos Correspondentes, onde constam normas de segurança a serem adotadas. A Tribuna teve acesso ao documento e verificou tratar-se de comportamentos de rotina, a exemplo dos “cuidados com a senha de acesso ao sistema”, normalmente adotados.

Representados pelo Sinloba-Sindicato dos Lotéricos e Correspondentes Bancários, os cerca de 500 Correspondentes na Bahia, dos quais 200 em Salvador e Região Metropolitana, mantiveram a assembleia programada para o mesmo dia 14, às 9h, no auditório da Torre Europa do Salvador Shopping Business, na Avenida Tancredo Neves.

No encontro, de acordo com o advogado da entidade, Marcelo Linhares, “será avaliada a dimensão dos prejuízos e decidido se entraremos com ação na justiça a fim de que a Caixa proceda ao ressarcimento das perdas provocadas pela suspensão da atividade de forma unilateral”.

Linhares avaliou que, “se adotado, o procedimento jurídico terá caráter individualizado, na medida em que cada Correspondente tem um padrão de faturamento”.

Ele garantiu a existência de diversos casos de Correspondentes que “quebraram por não conseguirem honrar compromissos e encargos como salários, impostos, aluguel, contas de luz, água e telefone, entre outros”.

Há o registro, ainda, de ameaças por parte de clientes contra Correspondentes, com base em informações de inadimplência junto à Caixa e outros boatos. Ou seja, “há de se somar, além do mais, os prejuízos causados às comunidades”, ressaltou o advogado da Linhares & Ribeiro.

Correspondentes

Com 31.500 Correspondentes no país, a atividade, contudo, não conta com representação sindical em alguns estados, o que leva a supor que nem todos recorrerão à justiça, ou o farão de forma individualizada.

O serviço é regulamentado pelo Banco Central e compreende uma forma de terceirização da atividade das instituições financeiras, em geral.

O advogado do Sindicato Os Correspondentes distinguem-se dos lotéricos por não operarem com os jogos. As loterias dispõem de outro sistema de processamento de dados, mesmo no caso em que efetuam atendimentos a movimentações financeiras. (Tribuna da Bahia – Albenísio Fonseca)