Home Blog Legalização dos jogos continua com forte repercussão na mídia
< Voltar

Legalização dos jogos continua com forte repercussão na mídia

02/12/2019

Compartilhe

Continua forte a repercussão na grande mídia sobre a legalização dos jogos, principalmente depois que a Folha de São Paulo dedicou na edição deste domingo (1º) uma página inteira com duas reportagens abordando a proposta que tramita no Congresso Nacional que pode liberar os jogos no país: ‘Com cassinos, vamos triplicar o número de turistas estrangeiros, diz presidente da Embratur’ e ‘Bancada evangélica avisa que projetos pró-jogos não passam’.

Apesar de estar rachada (veja reportagem em Especial), a Frente Parlamentar Evangélica subiu o tom e voltou a criticar a legalização dos jogos. Os representantes dos evangélicos estão usando dados do economista Ricardo Gazel, que por sua vez, utiliza os argumentos das teses de Earl Grinols no livro ‘Gambling in America: Costs and benefits’. O ‘especialista’ de Illinois foi financiado por igrejas e movimentos anti-jogo e, portanto, é seletivo no uso das estatísticas e fontes.

O presidente da Frente Parlamentar Evangélica, deputado Silas Câmara (Republicanos-AM) cita na reportagem da Folha S.Paulo a tese 3:1 de Grinols, que para cada dólar arrecadado em Las Vegas, três são gastos com problemas sociais gerado pelo jogo.

“Esses caras continuam usando os mesmos argumentos dos anos 90, ignorando qualquer pesquisa com a qual eles não concordam, e citando ‘fatos’ que são completamente inventados – como a relação custo benefício de Grinols: 3:1”, comentou com o BNL um professor da Universidade de Las Vegas.

***

Debate sobre a legalização foi antecipado

Normalmente, o debate sobre a legalização dos jogos na mídia acontece às vésperas da votação de proposta de interesse do setor na Câmara dos Deputados ou no Senado Federal. Faltando apenas três semanas para o fim do ano ou seis sessões, vai ser muito difícil que o PL 442/91 ou o PLS 186/14, sejam pautados na Ordem do Plenário das duas casas. O Congresso tem outras prioridades.

O saudável debate sobre a legalização dos jogos foi antecipado devido o posicionamento contrário da bancada evangélica. A vantagem desta discussão na mídia é que ajuda a estabelecer uma estratégia a partir das manifestações dos atores políticos. O tema vai continuar sendo debatido pela grande mídia.